O movimento Escola Sem Partido derrubou na justiça uma regra do ENEM. A regra previa atribuição de nota zero para as redações que desrespeitassem os Direitos Humanos.

Os alunos já podem voltar a se expressar livremente. A vitória do movimento foi muito importante pois, impedia o aluno de expressar seu pensamento, impondo o politicamente correto. Essa história de “discordou da esquerda está reprovado“, está acabando finalmente.

Por dois votos a um, a Quinta Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, acolhendo recurso da Associação Escola sem Partido, determinou a suspensão da regra do Enem/2017 que prevê a anulação das redações que, supostamente, desrespeitarem os “direitos humanos”.

Vitória do Escola sem Partido é importante

Pesquisas recentes já demonstraram que a esquerda está manifestamente contra a população. Na pauta contra a doutrinação em sala de aula, o site do ESP deixa claro logo na primeira página sua posição, as 10 regras.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *